sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Artigo - O poder de sua marca


A imagem de sua marca forte é fonte de receitas constantes, tendo como causa principal a fidelidade de seus clientes. Toda empresa deveria trabalhar para criar uma preferência dos consumidores por sua marca, ou ainda, criar lealdade com à marca. No entanto nem sempre o gestor da marca dá a devida importância a sua assinatura.
Podemos dizer que existem quatro fases de trabalho em uma marca, ao qual começamos pela identificação da marca, onde o consumidor associa um tipo de produto/serviço a sua marca. Depois disto, vem a aceitação da marca, ao qual o consumidor considera sua marca entre as alternativas a serem consideradas na hora da compra. Na terceira fase vem a preferência da marca, neste estágio o consumidor considera sua marca a melhor para fechar a compra. E na quarta fase, a tão sonhada lealdade da marca, onde o consumidor considera a sua marca a melhor e somente comprará esta marca.
Uma das formas de medir o prestígio de sua marca é avaliar em que medida ela se associa na categoria de produtos/serviços que representa. Quando a marca é a primeira a ser lembrada pelos consumidores em uma dada categoria de produtos/serviços, diz-se que a marca está no topo da mente (Top of mind).
Então para se desenvolver uma marca não pode ficar limitado ao produto/serviço ao consumidor. Ela precisa ter associação, padronização, posicionamento e diferenciação.
Se sua marca não é trabalha com atenção, ela está superficial no mercado, não agregando valor para sua receita. Um bom trabalho de marca deve ser pensado em valor líquido, identidade padronizada, posicionamento, personalidade, caráter e a imagem.
Quando tais propósitos são trabalhados pelo marketing, o consumidor passa a manter com as marcas uma relação mais emocional do que racional, criando uma associação espontânea com a marca e seus produtos/serviços.
Você está precisando rever sua marca e posicionamento no mercado, fale conosco, agende uma visita para viabilizarmos seu planejamento de marketing e comunicação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário