quarta-feira, 28 de maio de 2014

A Motivação é Importante - SR Comunica



A motivação é um tema já bastante conhecido de todos, mas acredito que com essa correria do dia a dia muitas pessoas estão com dificuldade de buscar o prazer do trabalho diário. Ficou mais complicado ter uma vontade constante em contribuir com nossas habilidades quando o relógio virou nosso inimigo.
Este cuidado tem que ter sempre, pois a motivação é algo muito individual e sua percepção deve ser estudada e analisada periodicamente, pois só assim cultivaremos nosso sentimento alegre do trabalho.
O ser humano se motiva com maior frequência quando se envolve por completo no projeto em questão, seja de cunho profissional ou pessoal, o grau de envolvimento turbina o sentimento da motivação.
Quando se pensa no marketing, se preza a importância de se ter campanhas de comunicação direcionadas aos públicos de interesse, pois serão eles que se motivaram com maior facilidade, visto que os esforços serão aplicados para gerar esse sentimento de envolvimento.
Uma ação eficaz para motivar o consumidor é o envolvimento com o produto que eleva o nível de interesse. Muitas ações de vendas devem ser propícias para que as pessoas possam vivenciar a experiência com o produto, facilitando assim a concretização da venda. Já a parte de serviço tem maior dificuldade em trabalhar essa vivência, pois se trabalha com o abstrato, onde o cliente somente pode imaginar o resultado contratado.
“A motivação refere-se aos processos que fazem com que as pessoas se comportem do jeito que se comportam. Ela ocorre quando uma necessidade é despertada e o consumidor deseja satisfazê-la.” Solomon, 2008, página 138.
Essa motivação é hoje um grande desafio para as empresas, buscar estratégias assertivas para aguçar as necessidades dos públicos de interesse e ao mesmo tempo serem cada vez mais criativas para se tornarem eficazes.
Então vamos começar o ano pensando em como cada um pode motivar-se e contagiar as pessoas em sua volta. Como um empresário vai conquistar e motivar seus consumidores e assim deixar eles mais receptivos a sua necessidade.
Não podemos esquecer que motivar é algo individual, então pode ocorrer que algumas pessoas não necessariamente estarão motivadas por suas ações. Para acertar na grande maioria, conheça melhor a você mesmo e aos seus públicos de interesse.

Por Silvia Regina - SR Comunicação e Marketing

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Marketing para Lojistas



Muitos foram os anos em que se abria uma loja, colocavam-se bons produtos e então se contratava vendedores e tudo funcionava. Depois veio a questão forte de ter um atendimento qualificado, saber vender para conquistar o relacionamento com o cliente.
Com o passar dos anos, todo mundo já pensava nisto, (mesmo ainda hoje, muitos pensam, mas não sabem colocar em prática), veio à onda de aperfeiçoar produtos para combater os concorrentes.
Nestas idas e vindas das discursões, muitos lojistas estão se perdendo, não conseguem mais controlar as equipes, desconhecem seus públicos de atendimento e de interesse (pois podem ser públicos distintos).
Ainda me deparo com atendimentos desleixados onde se vê claramente que o funcionário está ali apenas por não ter outra coisa e que a empresa também não está preocupada, pois deixa seus funcionários desmotivados atenderem o público /clientes.
O que chamo a atenção para os lojistas, é que eles devem saber o que seus clientes realmente desejam comprar de sua loja e se a loja esta suprindo essas necessidades. Parece simples não é?
Mas na prática, pode ser bastante complicado.

Faça uma experiência, entre em sua loja uma vez como cliente e não como dono. Abstraia o pensamento de dono e esteja aberto (a) a fazerem-se críticas construtivas. Você terá um olhar e novas ideias para melhorar ainda mais sua loja. Sucesso Sempre! (51) 4121 0060  e/ou srcomunica@srcomunica.com.

Por Silvia Regina - SR Comunicação e Marketing

segunda-feira, 5 de maio de 2014

O que seus clientes estão comprando?


Você já se perguntou se os seus clientes compram tudo que desejam em seu estabelecimento? Sabemos que não são somente produtos que temos a oferecer em uma empresa. São os serviços agregados aos produtos que muitas vezes fazem a diferença em um consumidor, querer ou não pagar mais caro. Pois na mente deste consumidor não é “pagar mais caro” e sim, um investimento no seu tempo, prazer de compra e o conjunto de toda a experiência.
Sempre que estou nas ruas, fico analisando as fachadas das empresas, a acessibilidade para chegar e logicamente às mensagens expressas na comunicação da empresa. Fico surpresa, que hoje com toda a informação sobre negócios e as pessoas, ainda exista empresas que não pense na experiência de seus clientes no seu estabelecimento.
Vou pegar um exemplo para ilustrar esse pensamento. Nosso foco será o estacionamento, dispor de uma estrutura para estacionar o carro, ou estar localizada em uma rua com viabilidade faz muita diferença, salvo se o público pretendido seja realmente pedestre. Mas me deparo com lojas que almejam o público AB e não estruturam para que seus clientes possam estacionar perto do estabelecimento. Esse é um de muitos exemplos que me deparo em minhas idas e vindas.
Parece simples quando lemos essas dicas, mas na prática o olhar dos lideres fazem toda a diferença em conquistar ou não clientes. Como saber se sua equipe esta comprometida com o melhor atendimento. Como saber se a imagem que você vende no mercado de sua marca é a assertiva.
Lembre-se: a venda de seus produtos e serviços deve ser encantador, para que o cliente queira sempre voltar e também para gerar indicações positivas de seu estabelecimento. Para isso é necessário estar conectado a tudo que se refere a sua empresa e logicamente as experiências dos clientes.
Precisa de uma analise ambiental interna e/ou externa, fale conosco.


Por Silvia Regina - SR Comunica

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Marketing para Sua Loja - SR Comunica


Todo sucesso em um negócio tem uma grande desvantagem: a atração de novos concorrentes. E para não ser um grande problema para a vida saudável de sua empresa, deve-se sempre pensar nas barreiras de mercado.
Se sua loja oferece produtos e serviços que os clientes valorizam – ou vende de forma que eles sejam mais fiéis, essa é uma forma competitiva de diferenciação, com a entrada de novos concorrentes essa diferenciação pode desaparecer; Por isso, a necessidade de conectar-se constantemente com as equipes internas, externas e ao mercado como um todo.
Explore a curva de experiência para se estabelecer como líder de baixo custo. Se você aprender mais cedo os detalhes de seu negócio, antes dos seus concorrentes, manterá uma vantagem em custo, esta vantagem pode ser grande o bastante para impelir os concorrentes a sair do negocio e manter os demais afastados.
Nestas idas e vindas das discursões, muitos lojistas estão se perdendo, não conseguem mais controlar as equipes, desconhecem seus públicos e não percebem as vantagens competitivas que podem oferecer para se tornarem mais atrativos ou líderes.
Ainda me deparo com atendimentos desleixados onde se vê claramente que o funcionário está ali apenas por não ter outra coisa, e que a empresa também não está preocupada, pois deixa seus funcionários desmotivados atenderem o público /clientes.
O que chamo a atenção para os lojistas, é que eles devem saber o que seus clientes realmente desejam comprar de sua loja e se a loja esta suprindo essas necessidades. Parece simples, mas na prática, pode ser bastante complicado.

Já dizia o ditado “ tenha seus amigos perto e seus inimigos (concorrentes) mais perto ainda”. Sucesso Sempre! 

Por - Silvia Regina  - SR Comunica