terça-feira, 20 de novembro de 2012

Final do Ano Chegando, hora de planejar 2013


 
“Não somos responsáveis apenas pelo que fazemos, mas também pelo que deixamos de fazer” Molière.
É comum nas empresas rever os planejamentos estratégicos no final do ano para saber se o caminho já traçado está correto. Também se faz necessário poder planejar novos desafios para todos na organização a fim de almejar seus objetivos e novas conquistas de crescimento.
Neste trabalho é necessário estudar continuamente os mercados de interesse e vida de seu negócio. Contudo é importante desenvolver algumas análises para que seu planejamento seja o mais assertivo possível. Análise do ambiente, aspectos internos, estratégias vigentes, missão versus o campo de atuação e a famosa Swot são essenciais.
Lembre-se que estratégia são atitudes importantes a serem realizadas por pessoas comprometidas na organização, que sejam engajadas nos resultados viáveis para ajudar a almejar os objetivos finais.
As incertezas no ambiente de negócio obrigam as empresas a rever com frequência a estratégia ao qual geralmente se refere ao longo prazo.
Para um bom planejamento alguns objetivos devem ser alcançados, são eles: Estabelecer uma clara direção do futuro, mobilizar as equipes através de uma visão comum e bastante específica, definir prioridades para facilitar as tomadas de decisões, definir melhor os investimentos, cumprir a missão social implícita para qualquer organização, concretizar as ações com maior eficácia e fortalecer a marca no mercado de forma mais estruturada.
Uma estratégia pragmática ajuda a melhor direcionar o caminho que a organização deve seguir. É como um instrumento de direção da organização, não necessariamente um plano, mas um comportamento amadurecido para situar a organização no seu ambiente, conhecendo e utilizando recursos disponíveis.
Então para 2013 é preciso saber que é necessário rever algumas coisas, manter outras e enfatizar novas estratégias para melhorar ainda mais seus resultados. Já sabe quanto quer crescer neste novo ano que se aproxima? Quais serão seus produtos destaques? Quais os diferenciais de sua empresa?
Um bom planejamento estratégico ajuda a evitar que sua empresa tenha surpresas desagradáveis e também facilita o alcance das metas com maior facilidade. Pense nisto, a SR Comunica pode lhe ajudar a estruturar seus desafios e novas conquistas.
Por Silvia Regina | SR Comunicação & Marketing


 

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Vamos falar na diferenciação para sua empresa


Quando uma empresa deseja aplicar uma estratégia de diferenciação, ela busca se destacar em algo que seus concorrentes e o mercado ainda não pensaram.

Essa estratégia faz com que a empresa trabalhe atributos que diferenciará seus produtos/serviços no mercado. É necessário trabalhar uma cultura interna que estimule a inovação entre todos na empresa, aos quais as equipes devem estar atentos para a captação de informações que ajudem a direcionar essa estratégia para o sucesso.

Mas é bom sempre ter em mente que uma empresa que esta buscando ter diferenciação deve estar disposta a correr riscos maiores, pois quando se aplica algo inovador em uma empresa, não é possível saber 100% de como será aceita pelo seu público de interesse.

Segundo Tavares (2000:338), a empresa procura ser única em seu ambiente, ao longo de algumas dimensões amplamente valorizadas pelos compradores. A diferenciação dá-se em termos relativos. Precisa ser comparada com o valor proporcionado por concorrentes para tornar-se efetivamente uma vantagem competitiva. Sem uma diferenciação perceptível, o cliente não encontrará razão para comprar o produto da empresa.

Às vezes um detalhe agregado a um produto/serviço pode se tornar algo muito inovador, transformando ou aperfeiçoando de maneira surpreendente o produto e/ou serviço oferecido. Isso faz que o cliente se encante e consiga ver que a empresa é líder.

Isso tudo somente é possível quando os envolvidos internamente devem estar comprometidos com o processo de criação. Saber captar as informações e usa-las para constantes melhorias no processo da empresa é um desafio diário para todos.

A estratégia de diferenciação não pode ser baseada em custos, mas as empresas tem que ter atenção para não ficar fora da realidade e super estimar seus produtos e serviços. Quando a empresa define claramente suas estratégias e trabalha para alcança-las com eficácia, consegue se torna altamente competitiva em seus negócios.

Estamos chegando ao final deste ano, você já pensou em como formular novas estratégias para 2013 e assim conseguir novas conquistas? Sabe como se posicionar no mercado e como buscar suas metas? Pense nisto e planeje um novo ano com melhores resultados.
A SR Comunicação & Marketing pode lhe ajudar a planejar melhores resultados para 2013, fale conosco!

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Estratégias de marketing para Relacionar o Mix de Pessoas


 
As empresas são movidas por pessoas, são clientes, fornecedores, colaboradores que fazem todos os processos de uma empresa se concretizar. Quando se fala em mix de pessoas nas estratégias de marketing é porque os elementos centrais do sucesso de um serviço ou venda de produtos devem ser oferecidos corretamente. A empresa depende de como os colaboradores estão motivados e preparados para desenvolver suas atividades. Saber em que grau de comprometimento os colaboradores estão oferecendo seus produtos e serviços pode ser a chave de sucesso.

Conforme Sarquis 2009, “A gestão do pessoal de serviços envolve a preparação, o apoio, a integração e a obtenção de comprometimento dos funcionários (tanto os profissionais de linha de frente quanto os de retaguarda) envolvidos na realização das promessas de serviços e na implementação das estratégias de marketing da organização”.

Quando você vende seus produtos e serviços, é necessário ter colaboradores que gostem de conversar e lidar com pessoas, aliás, diversos tipos de pessoas, pois enfrentamos diariamente inúmeros perfis de seres humanos, sejam eles no seu bom dia ou no seu mau dia.

Um profissional que trabalha em vendas deve ter em seu perfil característica essencial, ser prestativo com agilidade e comprometimento com as metas da empresa. Ter boa apresentação, habilidade de lidar com conflitos são também necessários para que os clientes da empresa se sintam acolhidos pela marca, serviços e produtos que estão adquirindo.

Saber escutar e ter entusiasmo diário para servir, são características valiosas para se ter em uma equipe comercial. Quando se fala em estratégias em marketing é fundamental que as equipes estejam envolvidas e orientadas para garantir a qualidade ofertada. Somente assim é percebido que a estratégia da empresa é implantada corretamente e que seu resultado será positivo.

Zelar pela satisfação do cliente sempre é importante e isso se consegue quando a troca de informações entre setores se aplica para saber o que esta acontecendo em todas as fases da experiência do cliente em sua empresa. Então vou repetir mais uma vez, esteja sempre atento como é a experiência do cliente em sua empresa!
Por Silvia Regina | SR Comunicação & Marketing

Mensagem Positiva


Conheça nossas mensagens e fundo de telas de computador em http://www.srcomunica.com/site/papel-de-parede.php

Mensagem Positiva

 
Faça download de arquivos de mensagens e imagens através

Mensagem Positiva

 
Conheça mais mensagens em http://www.srcomunica.com/site/papel-de-parede.php

Mensagem SR Comunica


Mensagens para Refletir...
http://www.srcomunica.com/site/papel-de-parede.php

Mensagem SR Comunica


Acesse os fundos de telas de computador personalizados.
Sempre com uma mensagem positiva para refletir!
http://www.srcomunica.com/site/papel-de-parede.php

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Motive com Efetividade suas Equipes


As empresas para garantir equipes motivadas precisam lidar com seus funcionários em plena clareza dos fatos. Deixar claro as necessidades da organização, metas e direcionamentos estratégicos, faz com que todos os envolvidos no processo saibam exatamente o que a empresa espera.
Esse sentimento de “aonde vou”, “ o que faço”, “minhas responsabilidades”, deixa o funcionário mais seguro em suas ações. Em comparação ao mercado, as empresas não devem competir por preços com seus concorrentes. A mesma coisa se aplica ao colaborador interno, não se pode apenas mexer em salários, pois não são somente valores que motiva uma equipe.
Profissionais que planejam suas carreiras, que almejam crescer e serem reconhecidos, não esperam apenas salários, eles necessitam receber no andamento dos trabalhos um “muito obrigado”, um curso de aperfeiçoamento e até mesmo novos desafios para seu próprio trabalho, agregando maior responsabilidade. São esses fatores que um funcionário comprometido busca em uma empresa para se manter motivado. E para a empresa são esses que o líder deve estar atento em reconhecer para manter na equipe, pois trazem melhores resultados.
O Ser Humano já é carente por sua própria natureza, nossos clientes externos e logicamente os internos precisam se sentir integrados nos processos e conquistas da empresa.
Conforme W.Jaimes Jr. CEO da Companhia Boeing, “não tenho medo de esperar muito das pessoas. Isso faz com que elas se tornem muito melhores”.
É com esse pensamento que um líder deve estar orientado a conhecer seus colaboradores e saber impulsionar sua equipe para novas conquistas, sem ter medo de perder seu posto para outro funcionário. Pois líderes formam sucessores e esse trabalho só é possível quando esses profissionais são comprometidos e motivados.
As pessoas se envolvem muito em questões que ajudam a perder seu foco de trabalho, deixando o que realmente precisa ser feito muitas vezes no plano secundário e assim, perdem a chance de ser uma estrela para a empresa e para sua própria carreira. Portanto um colaborador deve ter sempre em mente o que a empresa espera dele e o que ele espera obter em troca para seu crescimento na carreira.
Os líderes devem analisar continuamente seus mercados para direcionar suas empresas. Entretanto não se pode esquecer-se de estar atento à captação de novos talentos. Às vezes se torna muito mais lucrativo para uma empresa quando se sabe direcionar seus talentos internos e oportunizar para eles o crescimento profissional.
Então olhando para dentro de sua empresa, você está integrado com suas equipes? Possui lideres que buscam o melhor de cada um? Sente que sua equipe é comprometida com a empresa? Deixo essa importante reflexão, pois se lembre, todos na empresa vendem a imagem e produtos para seus clientes sempre, seja direta ou indiretamente.

Autor Silvia Regina - SR Comunicação & Marketing

sexta-feira, 20 de julho de 2012

O mercado está fechado?

Quando enfrentamos mercados fechados nada melhor que colocar ainda mais criatividade e troca de informação no âmbito da empresa. Somente assim podemos agregar constante valor ao produto e nos mantermos competitivos. Na época em que o mercado não está fluindo como esperávamos, temos que nos superar e continuar a surpreender nossos clientes.
As dificuldades sempre trazem de uma forma ou de outra um crescimento, isso se aplica em nossa vida pessoal e logicamente na organização, onde temos que rever nossos processos, equipes e até os produtos/serviços que oferecemos.
Aprendemos a olhar o mercado de outra forma e isso faz com que possamos evoluir.  Esses momentos servem para nos mostrar novos desafios, sejam para enfrentar concorrentes, novos lançamentos de produtos e até mesmo a oscilação financeira.
E como criarmos oportunidades de mercado? Na estruturação empresarial podemos pensar em surpreender o mercado com o fornecimento de algo escasso, oferecer algo existente que seja aprimorada  e/ou criarmos um novo produto, serviço ou necessidade.
Uma grande parte das empresas opta em oferecer produtos aprimorados, mas isso não quer dizer que seja fácil. Nestas horas a criatividade e os diferenciais propostos são o foco da atenção para que a experiência do cliente seja encantador.
As empresas deveriam se acostumar a trocar informações, fazer reuniões internas entre setores para a troca de ideias, ao qual possibilite sempre gerar novas propostas de soluções criativas. A importância de ter na organização uma pessoa responsável por acolher essas ideias, se torna fundamental para a empresa se manter no mercado, e/ou ainda se tornar uma empresa inovadora.
“As inovações tecnológicas não são a única chave para o sucesso na criação de produtos competitivos. O que é realmente necessário é a criatividade nos produtos e no mercado.” Kotler 1986.
Outro item fundamental é focar no atendimento dos colaboradores, pois uma empresa não pode se dar ao luxo de perder um cliente por ter o atendimento mal feito. Lembre-se que não é um cliente perdido e sim, vários.
Pense nisto e nestes momentos de oscilação no mercado, nada melhor que investir em um marketing mais criativo, que saiba reconhecer as oportunidades para sua empresa continuar crescendo.
Por Silvia Regina | SR Comunicação & Marketing

Dia 20 de Julho | Dia do Amigo


Esse dia é ideial para que possamos dizer a todos nossos amigos o quanto eles deixam nossa vida mais leve. Comemore, curta e abrace seus amigos!

quarta-feira, 4 de julho de 2012

SR Comunica: Que valor você dá para seus produtos / serviços?

SR Comunica: Que valor você dá para seus produtos / serviços?: Estava revendo algumas literaturas importantes que utilizei em meu tempo de graduação e me deparei com um livro muito usado “Marketing pa...

Que valor você dá para seus produtos / serviços?


Estava revendo algumas literaturas importantes que utilizei em meu tempo de graduação e me deparei com um livro muito usado “Marketing para o Século XX do autor Kotler”. Apesar de ter sido publicado no Brasil em 1999, tem ainda um contexto muito atual.

Neste livro é abordado um novo pensamento para a época, a importância de oferecer valor ao produto e com isso, obter melhores conhecimentos de seus clientes. Passado mais de 13 anos o conceito ainda é muito inovador. Muitas empresas ainda galgam o caminho de oferecer o valor agregado aos seus produtos.

Ao desenvolver um novo trabalho de consultoria, sempre enfatizo nas equipes da organização a importância de conhecer seus clientes e estar abertos a obter constante informação. Esse trabalho muitas vezes direciona os negócios da empresa.

“As empresas precisam crescer se quiserem atrair talentos, criar oportunidades de carreira para os funcionários, satisfazer todos os interessados e competir com maior eficácia”. Kotler, 1999.

Por incrível que pareça ainda encontramos diretores e gerentes que confundem o marketing com vendas. Esse pensamento se esbarra diretamente na questão de oferecer valor ao produto e/ou serviço.  O marketing começa muito antes de se concretizar uma venda e continua seu trabalho após a efetivação da venda.

Entre muitas responsabilidades do setor de marketing está presente a estratégia de como oferecer valor ao cliente, encontrar novos mercados e novos clientes, melhorar o poder de atração e desempenho do produto/serviço e buscar informações constantes para aperfeiçoar ou inovar o segmento. Esse trabalho resulta no valor reconhecido da marca no mercado.

“Monitore o nível de satisfação de seus clientes atuais com relação a seus produtos e serviços; não presuma que seus clientes atuais estão garantidos; de vez em quando, faça algo de especial para eles, encoraje seu feedback”. Kotler, 1999.

Quando falamos em oferecer valor para o cliente à estruturação de conhecer os públicos de interesse e treinar as equipes da empresa já foram implantadas. A troca da informação já esta incorporada por todos os setores.

Somente se consegue introduzir valor ao produto/serviço quando a organização domina os processos interno e a visão de todos é a plena satisfação de seus clientes. Um trabalho constante de relacionamento e não apenas no fechamento da venda imediata.

Sua equipe esta preparada para isso?

Se tiver alguma dúvida ou necessita de informações, fale conosco.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Motivar é preciso...

Motivação é algo muito individual e sua percepção deve ser estudada e analisada consecutivamente quando trabalhamos com públicos diversos em nosso estabelecimento.

O profissional de marketing deve estar sempre atento para reconhecer as necessidades de seu mercado e surpreender com produtos e serviços a fim de encantar seu consumidor, gerando maior motivação para seu consumo.

O ser humano se motiva com maior frequência quando nos envolvemos na apresentação do produto/serviço. Quanto maior for o grau deste envolvimento, maior será nossa motivação para consumir.

Por isso a importância de ter uma campanha de marketing direcionada ao público de interesse, pois serão eles que se motivaram com maior facilidade, visto que os esforços serão aplicados para gerar esse sentimento de envolvimento e com isso a motivação.
...
Então comece a pensar como motivar mais seus consumidores e assim deixar eles mais receptivos a sua necessidade. Mas tenha sempre atenção as suas estratégias, pois motivar algumas pessoas, não necessariamente motivará todas, pois a motivação é algo individual. Para acertar na grande maioria, conheça seu público alvo.
Outra dica muito importante é não se esquecer de motivar sua equipe interna, pois é ela quem faz pulsar sua empresa. O endomarketing é algo que sempre deve ser pensado junto com o planejamento estratégico de marketing, pois nada melhor que ter um negócio com pessoas que acreditam no que fazem.

Por SR Comunicação & Marketing

Esse artigo você encontra completo na Revista Vitini  do mês de Junho www.revistavitrini.com.br

terça-feira, 22 de maio de 2012

22 de maio - Dia do Abraço

Hoje é dia do Abraço.
Essa ação é uma das formas mais carinhosas de demostrar seu amor.
Com um abraço você diz muita coisa. Seja nos momentos não muito bons ou nos alegres, o abraço sempre esta presente.

Abrace sempre, é a melhor forma de trocar energias!
E aproveito para deixar um grande abraço para você.
Equipe SR Comunica

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Sua Empresa precisa Melhorar as Vendas?

Mensagem Positiva


Acordar e agradecer por mais um dia...
A oportunidade de vivenciar novos desafios, estar disposto a olhar o horizonte e ter a capacidade de sorrir. Ter a gratidão pelas experiências vividas e a felicidade de relembrá-las.
Analise sempre que possível sua vida para que ela seja completa em todos os momentos e não viva no automático, buscando sempre novos desafios que provoquem a vibração de seu corpo e alma.
As justificativas do dia a dia são muitas, mas a vontade deve florescer a cada novo amanhecer... sempre...
Nada como um dia após o outro!
Por Silvia Regina - SR Comunicação & Marketing

A Importância de um Bom Atendimento.


Vamos falar da prática do bom atendimento e de como podemos vender com valor agregado. O cliente quando está presente em uma negociação fica sempre pressionado pelo desejo da compra e o medo de perder. É fundamental que o vendedor esteja preparado para ser um psicólogo muitas vezes, sendo um bom ouvinte, vendendo confiança e muita credibilidade.
Quando uma venda agrega valor e diferencial, o cliente consegue perceber o design, qualidade e status do produto e com isso a satisfação final.
Numa negociação você deve causar impacto em seu cliente e os números podem ajudar a ser um argumento emocional. O fator preço oferece uma oportunidade muito especial para que feche negócio, bem como usar as taxas de juros mais baixas no mercado e a forma de pagamento mais facilitada.
Mas lembre-se que você não deve fazer esses fatores de preço, prazo e formas de pagamento como um argumento de vendas de forma isolada. Esse método de negociação esgota-se facilmente e faz com que seus lucros reduzam significativamente, bem como o valor de seus produtos para o mercado.
Quando argumentar com seus clientes, esteja preparado, inspirado e apaixonado pelo que esta vendendo. Sua emoção se reflete em seus gestos e ações. O melhor caminho para alcançar a venda com excelência é estar preparado! Então treinem continuamente todos de sua equipe.
Uma dica simples e que sempre trás benefícios ao atendimento é tratar seu cliente pelo nome. Esse método é uma técnica emocional poderosa que provoca resultados tremendamente eficazes no mundo dos negócios. Apenas 13% dos clientes são tratados pelo nome no Brasil conforme pesquisa em pessoas que lidam com atendimento, nos mais variados segmentos.
A primeira palavra que faz a venda decolar é o nome do seu cliente. Quanto mais você repete o nome do seu cliente, mais a relação se torna humana, fraterna e gentil.
Usar estrategicamente o nome do cliente, ativa no hemisfério direito do cérebro uma sensação positiva ao qual é o lado da emoção. Portanto o cliente que escuta seu próprio nome faz com que ele se sinta presente na negociação e esse é um ponto fundamental.
Outra dica importante é falar o nome do vendedor, pois gera mais confiança no atendimento. Esteja 100% presente no atendimento para não cometer erros que podem acabar com a venda, como esquecer o nome do cliente ou não saber explicar algum detalhe do produto.
É muito importante que a equipe de venda esteja preparada e com muita emoção positiva para executar uma boa negociação. Essa emoção pode estar na qualidade reconhecida do produto, na energia positiva da equipe, na padronização de sua comunicação, no sentimento de profissionalismo que passamos, no estar disponível para atender - tratamento personalizado e na satisfação de ter o produto.
Conforme Marshall Field, “Quem entra para comprar me sustenta! Quem vem bater papo me diverte. Quem entra para reclamar me ensina como posso agradar aos outros para que eles venham mais. Os únicos que me magoam são aqueles que ficam insatisfeitos, mas não reclamam. Eles me negam permissão de corrigir meus erros e aperfeiçoar meu atendimento”.
Apenas 4% dos clientes reclamam.  Então aproveitem as informações que recebem como feedback para aprimorar os serviços ou os defeitos que existam na sua empresa. É muito importante estar aberto a receber essas informações e treinar a equipe para sempre dar um retorno para o cliente.
Numa empresa todos são vendedores, pense nisto!

Por Silvia Regina - SR Comunicação & Marketing

quarta-feira, 7 de março de 2012

Dia da Mulher



Uma singela homenagem a todas as mulheres!
08 de Março | Dia Internacional da Mulher

Um “P” muito importante - Preço


Neste mês vamos falar de um “P” dentro dos 4Ps do Marketing muito importante para as empresas. O preço dos produtos e serviços podem às vezes ser verdadeiras armadilhas para a empresa.
Como medir o preço de um serviço intangível? Como fazer os clientes perceberem o valor dos produtos e serviços que estão comprando?
O valor colocado em um produto / serviço deve ser o preço justo por todo o seu ciclo. O cliente tem que perceber o valor agregado atribuído ao que esta consumindo. Quando uma empresa consegue fazer esse trabalho, não precisa mais se preocupar com o preço que estão oferecendo no mercado.
Quando se vende pensando no mix do preço, a empresa começa a estruturar seus diferenciais e com isso, forma uma imagem de destaque perante seus concorrentes, tornando-se líder em seu segmento.
Conforme Sarquis  2009, “as decisões de preços são também empregadas como estratégia de marketing pelas organizações de serviços. Elas podem ser utilizadas para apoiar a qualidade percebida dos serviços, a gestão da demanda, a otimização da capacidade de atendimento, o posicionamento da marca, o nível de competitividade dos serviços e para a elevação da rentabilidade obtida, além de possibilitar outros objetivos de marketing da organização”.
Quando se aplica preços sem um estudo concreto, corre-se o grande risco de não passar para os consumidores os valores reais do produto e/ou serviço. O mais comum é quando as empresas pensam em calcular seus preços somente através dos custos e porcentagens de lucro, transformando muitas vezes em uma estratégia limitada para o crescimento da organização.
A estruturação de um preço pensando em lucratividade abrangente deve ser pensada em preços com perspectivas internas e externas, valor agregado e valor percebido, portfólio oferecido de produtos / serviços e componentes estratégicos de marketing que direcionam o preço. Toda essa análise deve ser continua para sempre estar direcionando seus preços. Com isso, você vai garantir que sua empresa seja competitiva e lucrativa.
Brigar por preço com seus concorrentes é uma estratégia muito perigosa nos dias de hoje, pois você pode estar colocando seus produtos / serviços em um estado de linha comum, onde todos têm e é fácil de ser substituído. Por isso quem quer fugir do comum deve procurar diferenciar seus produtos não somente pelo preço, mas por todo um mix de valor agregado que você pode oferecer juntamente com a compra do seu cliente. Transformar esse momento de compra em algo surpreendente é a conquista da fidelidade do relacionamento.
Os clientes estão cada vez mais exigentes e não pensam duas vezes em comprar de quem eles confiam, se sentem bem e no qual acreditam que suas experiências anteriores foram uma ótima aquisição. Olhe em volta e veja o que sua empresa esta oferecendo para conseguir isso... Você pode rever muitas coisas pensando nisto.
Por Silvia Regina - SR Comunicação & Marketing

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Sua empresa precisa de Marketing Estratégico

Seus Serviços são Especiais?


Para iniciar mais um novo ano, vamos falar da importância dos serviços oferecidos por sua empresa, bem como pensar em torná-los especiais. Existem muitas opções de serviço que podem agregar o diferencial de sua empresa e fazer com que seus clientes escolham a sua empresa e não a do seu concorrente.
Quando trabalhamos com serviços ao cliente devemos pensar em todo o ciclo de experiência que os públicos terão na empresa até se tornarem efetivamente cliente. Esse pensamento também se enquadra a empresas que oferecem produtos, pois devem pensar em quais serviços agregar para terem diferencial perante sua concorrência.
Serviços são especiais quando pensamos em todos os detalhes da experiência do cliente em nossa empresa, como o estacionamento, entregas eficientes, atendimento padronizado, sistema de informações, entre outros.  Todas essas etapas são essenciais para que tenhamos a aceitação dos públicos alvos e a fidelização da marca.
Conforme Sarquis (2009), “... o serviço pode ser entendido, enquanto produto, como um ato, atividade, ação, esforço, atuação, desempenho ou processo, de natureza predominantemente intangível, que é oferecido à venda, na forma de um pacote de benefício, sem resultar na propriedade de algo, com o propósito de satisfazer necessidades, e que envolve geralmente algum tipo de interação entre o prestador de serviço e o cliente”.
Então definir o padrão de serviço que sua empresa está disposta a oferecer ao mercado é fundamental para nortear as ações de marketing que você estará executando, bem como mostrando para seus públicos-alvos como a empresa esta posicionada no mercado. Os serviços são intangíveis, por isso, devem ser bem aplicados para trazerem benefícios. O consumidor associa o serviço que teve com a qualidade geral de seu atendimento, mas fica frustrado quando um item essencial de facilidade do serviço falha. Neste contexto o que facilita o trabalho e a obtenção de melhores resultados é a padronização.
Mas lembrem-se tudo ao seu ponto certo, padronização pode auxiliar na fixação da marca, no fluxo do trabalho, na redução de custos, preços mais competitivos, maior eficiência no atendimento, estabilidade nos processos, entre outros, mas não se esqueça de deixar canais abertos, tanto para os seus colaboradores como para seus clientes a fim de aperfeiçoar os serviços. Uma empresa que visa crescimento, deve se preocupar sempre em tudo que envolve a empresa e em todas as pessoas que fazem parte.
Achar que seu processo é o suficiente e que os serviços oferecidos já são o bastante pode no futuro estar condenado ao congelamento no mercado. As empresas que oferecem serviços sempre devem estar abertas a aprimoramentos, pois quem dita às normas hoje é um mercado veloz com consumidores mais inteligentes e exigentes.
Um ótimo ano com serviços que surpreenderam seus clientes!

A importância da comunicação

Vamos abordar a importância da comunicação, seja no meio profissional ou na sua vida particular.  Às vezes nos deparamos com situações que pensamos ter falado ou passado a mensagem corretamente, mas nosso receptor não teve a mesma idéia da mensagem, causando algumas vezes problemas que poderiam ter sido evitados.
É muito comum nas empresas ter setores que não trocam informações e com isso geram problemas internos e/ou com os próprios clientes. Colegas que passam informações de trabalho podem prevenir problemas, seja com entregas, logística, qualidade do produto, clientes, informações de mercado, entre outros. Infelizmente essa comunicação ainda fica restrita a uma única pessoa, monopolizando a informação, gerando mais trabalho ou ainda pior, o retrabalho.
Na vida privada também temos muitas vezes situações que a falta de comunicação nos impossibilita de levarmos uma vida mais fácil e feliz. Guardamos para nós pensamentos, desejos não falados que muitas vezes podem fazer falta em um relacionamento.
O individualismo ficou algo muito “normal” no cotidiano atual, o computador virou nosso confidente sem conselhos ou críticas. Comunicamos muitas vezes para milhares de “amigos” virtuais, mas não sabemos se o que comunicamos faz sentido para alguém.
A comunicação é algo muito amplo, nos comunicamos com a fala, gestos, olhares. Se falarmos algo que não acreditamos, nosso olhar vai nos desmentir... Se tivermos que inventar algo, nosso gesto vai nos prejudicar... Existe até um livro chamado “o corpo fala”, que aborda justamente essa sincronia do corpo.
Por isso, para termos a certeza de um bom entendimento de nossa comunicação, devemos acreditar no que realmente falamos. E isso se estende para uma empresa, ao qual faz seu público alvo comprar seus produtos e serviços, pois ela foi a primeira a acreditar no que ofereceria ao mercado.
Uma empresa para ser bem aceita em seu segmento deve primeiramente pensar o que tem para comunicar, depois precisa saber para quem vai comunicar e por último saber onde é melhor comunicar. Muitas empresas já fazem esse planejamento, mas se esquecem de mensurar se sua comunicação teve realmente sucesso e que a mensagem foi realmente captada. Mensurar ações específicas de marketing é o segredo para saber investir e buscar os melhores resultados.

Na vida privada também é muito importante buscar um feedback das pessoas envolvidas para garantir que a mensagem tenha sido entendida corretamente. Como já dizia Chacrinha “quem não se comunica, se trumbica”.

Onde estão seus produtos no mercado?

Em nosso último artigo falamos sobre o ciclo de vida de produtos e serviços, bem como sua importância em direcionar os negócios da empresa. Agora vamos aprofundar essa análise e falar um pouco sobre o portfólio de produtos de sua empresa. Para isso, vamos utilizar uma das matrizes mais conhecidas para análise dos produtos, a matriz de crescimento-participação do mercado, mais conhecida popularmente como matriz BCG ou matriz de análise do portfólio de produtos.
Conforme Yanaze (2006), “a matriz BCG (Boston Consulting Group) foi desenvolvida a partir de duas variáveis mercadológicas que auxiliam na identificação da situação, do posicionamento de produto, marca e unidades estratégicas de negócios das empresas: taxa de crescimento de mercado e participação relativa no mercado”.
O modelo BCG é representado pelos 4 pontos: Question Mark (ponto de interrogação), Star (estrela), Cash Cow (vaquinha), Dog (cachorro ou mais popular abacaxi). Enquadrar os produtos nestas classificações é fundamental para descobrir onde seus produtos se encontram no mercado, seja como “estrela” = alto, ou seja, como um “abacaxi” = baixo, em outras palavras os que trazem rendimentos e os que não trazem. Com essa análise é possível direcionar o foco da empresa e usar os recursos de marketing no caminho certo.
Claro que existem mais algumas formas de acompanhar o mercado e saber como seu produto esta posicionado. Até porque a falta de alguns critérios pode distorcer informações importantes e que direcionem seu negócio bem distante do objetivo estipulado.
A taxa de crescimento em determinados segmentos varia muito e se baseia em “dado padrão” ao qual podem desviar o foco da empresa. Por exemplo, um segmento x pode crescer 5% ao ano e ser maravilhoso, enquanto para outro segmento y 5% é o fim do negócio.
A matriz BCG em conjunto com o ciclo de vida do produto, torna possível gerenciar e saber exatamente onde estão seus produtos enquadrados no mercado. E com isso, as ferramentas de marketing podem ser aplicadas para a situação real de sua empresa. Os resultados ficarão mais focados e os retornos mais satisfatórios para o faturamento da empresa.
É um trabalho árduo, mas compensador e que vai demandar da gerencia e do setor de marketing um tempo consecutivo e mensal, pois esse trabalho não pode parar. O andamento das informações é sempre atualizado por um mercado extremamente competitivo.
Ter essa análise mês a mês em sua empresa gera uma comparação sensacional no posicionamento de seus produtos no mercado. Com isso, a gerência tem uma visão privilegiada do crescimento anual da empresa, seja no faturamento ou na participação do mercado.
Faça esse desafio e descubra onde sua empresa esta no mercado!